Precisando de ajuda?

Veja as vantagens das etiquetas térmicas

  • Informações à Sociedade
  • Para o Cliente

Entre os diversos tipos de produtos que utilizam a técnica de impressão térmica direta, as etiquetas se destacam pelas várias funcionalidades. Quando você vai ao mercado, por exemplo, e pega uma bandeja de queijo na seção de frios ou pede ao açougueiro para pesar uma quantidade de carne, aquele adesivo colado na embalagem que tem as informações do peso, do preço e um código de barras é uma etiqueta térmica.

A etiqueta da sua bagagem, quando você despacha em uma viagem de avião, também é uma etiqueta térmica. A aplicação desse produto também pode ser vista nos serviços de entrega, nas etiquetas em papel couchê ou bopp, dependendo da necessidade de cada aplicação da embalagem, e ainda nos laboratórios clínicos, quando são coladas nos tubos para determinar de quem são as amostras de sangue, por exemplo.

Enfim, para cada aplicação, o mercado de papel (térmico ou couchê) ou filme (bopp, poliéster) oferece um tipo específico de solução. Para conhecer melhor as especificações técnicas e as vantagens do uso das etiquetas, preparamos um guia com informações especiais. Confira a seguir!

Etiqueta: várias camadas num só produto

Quando a gente vê as bobinas de etiquetas térmicas prontas para uso, não imagina a complexidade de técnicas envolvidas ali para o desenvolvimento do produto. Se pensarmos a partir da base, são várias camadas que compõem a etiqueta. Na base está o liner, feita por papel siliconado que permite a conservação do adesivo da etiqueta até a sua aplicação.

Depois, vem a substância aderente, que garante a firmeza da colagem. E por último vem o papel propriamente dito, seguido de três camadas: um primeiro revestimento selante do papel, a camada térmica e, mais no topo, uma terceira camada química.

Papel com ou sem barreira: saiba como escolher

Dependendo dos agentes aos quais a etiqueta vai ser exposta depois da aplicação, existem duas opções de papel para a confecção da etiqueta: com barreira e sem barreira.

papel térmico com barreira possui camadas adicionais impermeabilizantes, que ajudam a manter a integridade do papel e da impressão depois de contato com água, sangue ou gordura. Ideal para etiquetas de carnes, frios e produtos de geladeira.

O papel térmico sem barreira, por sua vez, tem sua aplicação recomendada em embalagens de pães, bolos e demais produtos que não precisam de refrigeração. É recomendável também para despachos de bagagens e demais operações logísticas que não expõem excessivamente a etiqueta à luz ou ao calor.

Procure um fornecedor de qualidade!

Há pelo menos três características técnicas, essenciais para um produto de qualidade, que precisam ser checadas antes de adquirir a etiqueta:

– Regularidade nos revestimentos: é a uniformidade no tratamento químico do papel que vai garantir uma impressão também uniforme em todos os pontos da etiqueta;

– Precisão no corte: garante regularidade no alinhamento da etiqueta na impressora e evita desperdício de material;

– Quantidade de adesivo na bobina: o colante deve ser colocado pelo fabricante na medida certa, para assegurar aderência e evitar vazamentos que podem danificar a impressora.


Produtos Relacionados

Autopel – soluções completas em supriment...

A Autopel, empresa brasileira com mais de 20 anos no mercado de itens fabris como bobinas de PDV, etiquetas, tags, tickets, rótulos, papel A4 e outro...

Saiba mais

Entenda a função do cupom fiscal

Toda transação comercial realizada por estabelecimento regularmente registrado na Receita Federal precisa ser comprovada. Especialmente no varejo e ...

Saiba mais

Saiba qual é a importância das etiquetas

Já parou para prestar atenção nas etiquetas dos produtos que você compra? Aposto que sim. Afinal, quem é que nunca procurou uma data de validade?...

Saiba mais